• NOTÍCIA

PSOL lidera preferência entre homossexuais e bissexuais, aponta Datafolha

O PT é vice entre bissexuais; para homossexuais, o segundo partido de preferência é o PL, atual sigla do presidente Jair Bolsonaro


Foto: Raphael Renter/Unsplash

6 jan. 2022 | Redação


O PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) é o partido político com maior preferência entre homossexuais e bissexuais, aponta uma pesquisa do Datafolha realizada em dezembro de 2021. Segundo o levantamento que mede as intenções de voto para as eleições deste ano, 16% dos entrevistados que se declararam homossexuais e 12% dos que se declaram bissexuais preferem a legenda socialista.


Em 2020, o PSOL foi o partido que elegeu o maior número de pessoas LGBTI+, com 25% de candidaturas escolhidas para as câmaras municipais, como mostrou uma iniciativa da Aliança Nacional LGBTI+. O PT (Partido dos Trabalhadores), com 22,7%, e o PDT (Partido Democrático Trabalhista), com 2,3%, ficaram na sequência.


Ainda de acordo com a recente pesquisa do Datafolha, o PT é o segundo partido preferido dos bissexuais, com 7%. Já entre homossexuais, o segundo partido de preferência, com 10%, é o PL (Partido Liberal), atual sigla do presidente Jair Bolsonaro.


O Datafolha entrevistou 3666 pessoas de todo o país, com idade a partir de 16 anos. Entre elas, 84% se declararam heterossexuais, 3%, homossexuais, e 5%, bissexuais. Mais 1% disse ter outras orientações sexuais e 4% não quiseram ou não souberam responder a essa pergunta. Não há pergunta sobre identidade de gênero.


Confira os dados no gráfico:




A pesquisa do Datafolha mostra ainda que gays, lésbicas e bissexuais são os grupos de maior rejeição a Jair Bolsonaro (PL). Entre eles, o índice de quem não vota no atual presidente de jeito nenhum é de 83%.


Por outro lado, o ex-presidente Lula (PT) tem 68% dos votos de homossexuais e bissexuais em 2022. A vantagem do petista neste grupo, em comparação a Bolsonaro, é de 59 pontos. O capitão reformado tem 9%.


A primeira vez que o Datafolha incluiu orientação sexual no questionário de intenção de votos foi em outubro de 2018, para o segundo turno das eleições presidenciais. Fernando Haddad (PT) tinha 57% de apoios daqueles que se declaram homossexuais, bissexuais e de outras orientações sexuais que não a heterossexual. O adversário dele, Jair Bolsonaro, tinha 29% de votos entre o grupo.